QUEM SOU

Sou Vera Eva Ham. Nasci em Lisboa, 1980. Mãe, criadora, dançante, educadora, alquimista . Com formação eclética – Conservatório de Música, Curso Avançado de Artes Plásticas no Ar.Co, teatro, danças e rituais do feminino, flamenco, dança contemporânea, Butoh, Tantra Yoga, Composição em Tempo Real, sexualidade alquímica – mas com um centro de pesquisa definido entre a arqueologia do movimento humano e o trazer novas visões do feminino à materialidade.

No meu percurso de corpo e movimento aprendi com Cláudia Dias, Dalia Carella (E.U.A), Ana Cali (Espanha), Atsushi Takenouchi (Japão), Yuko Ota (Japão), Gyohei Zaitsu (Japão), Mehdi Farajpour (Irão), entre outra/os. Criei a solo Projecto Sombra Clara (I-II-III), com apresentações no Centro Cultural da Malaposta, Teatro Ibérico e Teatro Fórum de Moura (2008/10); com Yuko Ota Além duas mulheres a dançar nas ruínas do Convento de Moura (2010). Foi essencial para mim viajar pela Velha Europa- entre 2004/06- dançando e criando em tempo real, nas ruas, praças e paisagens, com músicos, artistas e companheiros do Caminho.

A partir de 2011 iniciei uma pesquisa iniciática e transpessoal sobre as personagens femininas bíblicas demonizadas, e desde então criei e apresentei a Trilogia em site specífic: Eva- guardiã obstinada da nudez paradisíaca no Inni Festival 2012; Salomé | Alquimista do Sangue Feminino, foto-performance e Salomé e o Profeta, na Festa do Sol em Sesimbra (2014); e Madalena Mudra, na Senhora da Azenha (2015). Destaco também Pistis Mua | a pulsação da fé, um projeto de vídeo – dança em locais sagrados do Cabo Espichel com a colaboração sensível de Carlos Cavaco (2015). Com as comunidades, trouxe-me novas descobertas integrar a equipa de professores e técnicos do Pief Ameixoeira (2010/12), utilizando as artes do espectáculo com adolescentes em risco de etnia cigana. Como educadora, facilitadora e sacerdotiza, realizo regularmente Círculos de Mulheres e Travessias na Natureza; Sessões Individuais de Alquimia; workshops de Corpo Arcaico| Butoh e formações MATRIDANÇA| corpo e movimento para mulheres – um projecto educativo desenvolvido por mim desde 2011. Em 2016, este projeto originou a Companhia Matridança e a sua primeira criação, com mulheres de todas as idades, backgrounds, formas e feitios, unidas pela vontade de ver novamente e intensamente mulheres a dançarem entre si e para si.

Principais criações, performances e projetos:

– Arché | no prinicipio era eterno, direção artística, dramaturgia e coreografia, com a Comapnhia Matridança | 2016

 Pistis Mua | a pulsação da fé, vídeo e fotografia | 2015

 – Madalena Mudra  | o selo subtil de Maria Madalena, solo | 2015

– Salomé | Alquimista do Sangue Feminino, solo | 2014 ; Salomé e o Profeta | o corpo feminino iniciático, com alunas Matridança e o bailarino António M.Rodrigues, direção artística | 2014;

– Gestos de Afrodite e não só, dança co-criação com Cláudia Laia | 2012-13;

– Eva | Guardiã Obstinada da Nudez Paradisíaca, solo performance em site specífic | 2012;

– O Fio de Ariadne, invocação dançada | 2012;

– 2 solos | Apsara e Mulher Sem Razão, com os músicos Baltazar Molina e Ricardo Ribeiro | 2011;

– Além Duas Mulheres a Dançar, performance site specífic, com a bailarina Yuko Ota | 2010

– Projecto Sombra Clara, solo performances | 2008-09;

– O Rapto de Europa | mito dançado, solo dança oriental contemporânea | 2005-07;

– Veromon, projeto de escultura e performance | 2003;