TRILOGIA FEMINAE VULGATA

2012 / 2015

Entre 2011 e 2015 uma pesquisa sobre personagens femininas na bíblia, que originou a trilogia Feminae Vulgata para lugares específicos:

Eva | guardiã obstinada da nudez paradisíaca, no exterior da Biblioteca Orlando Ribeiro, Inni Festival (2012);

Salomé, acompanhada por registo fotográfico de Luís Conde no Cabo Espichel (2014);

~ Madalena Mudra, com apresentações adaptadas para Senhora da Azenha (2015), edifício Capricho Setubalense no Festival Setúbal Dança `16 e fonte da Casa do Amor nas Jornadas Dyonisia no Marvão (2016).

Ver galeria